sábado, 8 de fevereiro de 2014

Lenda



Certa vez caminhando pelas fronteiras da Terras do Nunca  deparei-me com uma mulher entre alguns gatos; reconheci Freya lendo atentamente algo que presumi ser um livro cujo título meus olhos não podiam ver. Convidou-me a sentar, e imediatamente disse que eu teria viagens caso consumisse a mistura de determinadas plantas em proporções que ela estava aprimorando naqueles escritos. Segundo ela, essa mistura trazia à vida uma lenda. Me propôs um convite: tomar a poção que ela me servia em forma de chá, enquanto me contava a lenda sobre o Falcão Peregrino.

“A lenda:
Uma ave gostava de brincar de andar
Olhou o mundo dos homens e desejou ser gente 
Aprendeu a andar no mundo de gente 
Parou de voar, treinou postura e jeito de andar
Aprendeu falar e a se comunicar Ler e escrever tirou de números e letras. Desenvolveu os sentidos próximo das gentes Aprendeu ouvir como gente. Caminhou mais que alguma gente No mundo de gente foi reconhecido por ir mais longe que outras gente Entendia tanto de gente, que diziam: “até mais que a própria gente” Ele mesmo pensava ser gente! Um dia alguém desconfiou que ele não era gente Alguém sugeriu que ele era ave Mas como uma ave poderia viver tanto tempo andando no meio de gente? Todos o consideram inteligente e um o reconheceu mentalmente doente Uns o consideravam divino, outros o consideravam girino Ele se reconheceu diferente; pouco importava se do divino ou do malvino Acreditou ser um demônio de gente; como conseguiu viver naquele mundo indigente?   Se reconheceu como ave onde pensava ser gente Despediu-se apenas do Alceu amigo gente Retomou sua mente e se lembrou de voar Era de volta uma ave que um dia aprendeu a andar”  
Com a beleza da sua inteligência, intelecto e corpo, Freya, com sua voz regida pela mistura de sotaques adquiridos por sua vivencia entre anões, duendes, gigantes, deuses, animais..etc..etc...continuou sorrindo: 

 “Aquele que um dia foi andarilho em gratidão à gente, voa com uma ou outra gente Prefere voar com gente, que pensa ser gente diferente.” 

O sabor amargo que me descia a garganta enquanto eu a ouvia, terminou sua subida leve ao cérebro e aos céus. 
Começava outro vôo.
  

Falcão Andarilho por Manasses: Sofia, obrigado por me lembrar dessa história, que sequer eu sabia que ela existia 14:02.



terça-feira, 26 de novembro de 2013

Andarilho

à filha do deus Pã

Essa é a resposta a carta da Alicce endereçada ao Chapeleiro Maluco
Me diga o que acha, ainda que não tenha "uma imagem que faça viajar comprometedoramente na cena" - seja lá o que isso signifique.
Alguns detalhes podem ser melhorados ...com o tempo vou adaptando...
A cena guia é ele na varanda/sacada (não sei como se fala) na proa ou popa do barco, sentado de lado observando as mudanças de cenario em uma das margens do rio.

o que acha?


=============
Alicce,

Eu vivo a ousadia de experimentar..a ausadia de tentar...a ousadia de ser;
a ousadia em uma frase
a ousadia em um texto
a ousadia em uma imagem
a ousadia em uma ação
a ousadia de um cheiro
a ousadia em uma transgressão;

ousar descobrir sobre si mesmo;
ousar ouvir
ousar curtir
ousar imaginar a amar uma bruxa
ousar compartilhar as descobertas.

ousar ser humano;
ousar criar as próprias escolhas
ousar correr riscos
ousar pensar e questionar
ousar questionar a moral
ousar pensar ser amoral

meu futuro é duvidoso
a dúvida me fascina
meu futuro eu experimento
a experimentação me alucina
a vida, pira minha vida em ousar pensar nas infinitas possibilidades de Ser.

...observe os detalhes e se perca no tempo...
sinta a ausência do senso comum e crenças baseadas em certezas
seja bem vinda ao ousado mundo de um andarilho.

bj
Manasses

sábado, 2 de novembro de 2013

Mensagem



Carta de para uma amiga.

Uau! Chapeleiro,
Que grande descoberta!
Você está a meio caminho andado para retorno a si mesmo: qual a escolha? Ser moral ou ser amoral? 
Agora, merece ser abraçado.

Alicce

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Freya


 



Freya me encantou
o encanto durou alguns segundos
sou grato por ter sido encantado
Aha 200 anos estou concentrado 

quanta coisa aprendi com ela
com a viajem que me levou
por encantos  de cheiros e sabores
de sons imagens e sensacoes

ha 200 anos aprendo a explorar meus sentidos
sentidos que senti naqueles poucos segundos
segundos que nao me dei conta enquando vivenciava
na viajem que Freya me levou.


Manasses
07/2013

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Fragmentos

"Sim..me sinto bem.
isso me preocupa?...rsss..não sei...não houve nada que eu saiba que tenha sido responsável pela mudança sobre como me sinto: algumas das causas aparentes  (percebidas por mim ao longo do tempo e bem conhecidas..rsss) de eu estar emocionalmente em frangalhos continuam nos mesmos lugares...kkkk... Veja, tive um dia até "agitado":
- acordei as 03:45 da manha (pronto não sei pra que...rsss) e fiquei atá as 06:35hs vagando na internet - lendo sobre as eleições; Syria; Russomano; partidos -;...pensando sobre mim mesmo e minha condição de ser que se diz humano. 
- tomei banho e, as 07:00hs e estava fazendo café; continuei lendo;
- as 09:25hs levei minha filha na natação (minha cachorrinha foi junto)
- passei na praça perto da minha casa e fizemos uma longa caminhada - eu comigo mesmo e minha cachorrinha.
- fui almoçar com alguns amigos que fiz em bancos e alguns parceiros de poker
- um deles me deu carona de volta e ficamos boa parte da tarde "conversando"; bem, na verdade eu fazendo perguntas sobre os 20 paises que ele visitou nos últimos 6 meses - a experiência relatada por ele é contagiante - senti uma ponta de inveja.Tomamos uma cerveja; isso acredite ou não 1 cerveja.
me sinto bem ao meu jeito.
- faltam apenas dois dias e apenas eu me dei conta disso; me faz companhia na leitura?
-escolhe um?"
Manasses


08/10/2012

terça-feira, 9 de julho de 2013

09 de Julho

Por muitos anos a Moldavia esteve em festa;
As casas era abertas para quem quisesse entrar; todos eram bem vindos
Não havia necessidade de permissão; interna ou externa
Na Terra do Nunca Pedro Alvarez Cabral era reverenciado
Eu me sentia rodeado de amigos and "safe and clean"
Talvez um dia eu retorne em uma data festiva.
Talvez......
Sinto falta de algo que nem sei mais se um dia eu tive.

Manassés
09/07

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Eva



- PQP se eu tivesse conhecido essa mulher a 10 anos atrás, hoje eu seria uma grande FDP.
Absorta em pensamentos, se deu conta do cruzamento que se aproximava...reduziu a marcha, pisou de leve no freio e sentiu a pressão gostosa entre os seios, provocada pelo cinto de segurança. Quase em casa.
O sorriso lhe desenhou a boca...sentia o leve arrepio provocado por  milhares de micro esferas de metal saindo da pele que compreendia as costas e ombros. Sacudiu-se brevemente, com graça e leveza. -Como aquela mulher lhe ensinou sobre ela mesma; não fosse um tabu, elas seriam imbatíveis juntas - PM.
Apertou o número 13 no painel interno do elevador; em segundos estaria na porta de casa e beijaria o marido que voltara de viajem. Estava com saudades.

Manasses
06/2013